terça-feira, março 01, 2005

O fim chega sempre depressa de mais... e notamos isso quando envolve pessoas próximas de nós. Fica a crença, e a "querença", de que tudo passará...

11 comentários:

uiiiiiiiiiii :) disse...

ora nem mais... tudo passa um dia! poder-me-ão perguntar "porque será que existem dias menos bons?"... acredito sinceramente que existem para que possamos dar valor aos dias bons, aos dias que realmente valem a pena... aos dias em que, apesar de tudo, acordamos com um sorriso nos lábios :) esses sim valem a pena! O luto da perda doi... mas doi muito mais o luto da saudade, mas...este, que é incrivelmente doloroso, servirá para recordar momentos únicos que farão voltar o SORRISO à nossa face... nem que seja por um fugaz instante, e, mesmo assim, acredito sinceramente que valem a pena...

Nandita disse...

Acho que disse tudo, professora.

uiiiiiiiiiii :) disse...

"Todos os dias guardamos o que aprendemos até então e deixamos para trás o que já sabemos. Essa penosa separação não é agradavel, mas num cantinho recôndito do nosso coração, devemos saber, ainda que tenuemente, que despedirmo-nos do que é seguro é a única segurança que jamais conheceremos." Richard Bach in Uma aventura do espirito

Jelif disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Nandita disse...

Caro Jelif... queres fazer pub ao teu blog, fá-la nos chats, na cabine de telefone, na bicha dos Correios...
Agora, aqui... e alem do mais nesse estilo peculiar... poupa-me! Tinhas posto um "Visitem-me em ....." e eu achava graça!

Fica bem

impressaodigital disse...

e tudo passa..mal seria se assim não fosse, se a cada perda sentida, nos perdessemos...

e afinal, a memoria serve para que? :)

Anónimo disse...

Ó linda, atom não sabes que tudo passa? até a uva passa. :x

Fernando Moreira disse...

olá nandita, gostei de vir aqui, acho-te uma mulher de fibra. escreve mais... contra a vida, mas também contra a morte. bjs

Emanuel Gonçalves disse...

Penso que a imagem mostras é a lua…para mim estas a tocar em algo que me é muito sensível. Se reparares a noite esta associada a muito mal desde a idade média as pessoas imaginavam trevas e monstros, bruxas que se moviam á noite para movimentarem as fortes nuvens do inferno. Hoje isso também se encontra muito personificado nos roubos e assaltos que ocorrem preferencialmente á noite. Podes querer que isso me deixa triste, muito triste… Eu adoro a noite e vou-te mostrar a sua beleza. O magnífico silencio, serenidade que vagueia no ar da noite com a bela presença a lua lá bem no alto dá-nos uma força incrível. Aceita um conselho deste teu amigo, que apesar mais novo do que tu gosta de ajudar os amigos. Quando tiveres tempo a meio da noite abre a janela senta-te á janela e sente a calma a serenidade da noite…eu também gosto muito de escrever (poemas) e a noite é a minha folha onde eu confesso a minha vida. Depois disto fala comigo eu escreve algo que eu venho ver… beijos fica bem e até amanha

Emanuel (Nelo)

Nandita disse...

Ola Emanuel :)

Obrigada pelo comentario, e vou de certeza seguir o teu conselho... és mais novo do que eu mas és um tipo muito especial, podes ter a certeza :p
Quanto à noite, e ao meu post... este post data do dia em que morreu a mãe da Vânia... tinha uma (tentativa de) foto tirada à lua uns dias antes... e achei que era a única imagem que podia ficar num post com uma motivação tão triste.

Em relação à noite, não podia concordar mais contigo... serenidade, calma... é pena a ideia "desviada" que a maior parte das pessoas tem em relação ao periodo mais puro do dia.

Beijo, Nelinho :P
Até amanha

Emanuel disse...

Não sabia que esta imagem se referia ao funeral da mãe da Vânia…é verdade que são momentos triste da nossa vida e ainda ouço a Vânia a chamar a sua mãe a implorar para que ela abrisse os olhos a quando enterravam o caixão… São momentos tristes que não queremos viver, mas que o destino nos força a encontrar sem aviso algum, sem ensino nenhum sem esperança de o conseguirmos superar… Neste momento termino este texto com uma única frase: Admiro muito a Vânia e a Patrícia pela força que elas tiveram para superar o problema, eu não sei se tinha essa força….

Beijos fica bem