sexta-feira, novembro 18, 2005

Fragmentos

E no meu sonho havia uma praia. A rebentação das ondas era suave e o mar, tingido que era de azul profundo, tornava-se branco a meus pés.
Não sei onde estava, mas sentia que aquilo era o limbo.
Atrás de mim abria-se um bosque, o que tornava o meu cenário ainda mais irreal. Era escuro, ondulante, mas convidativo. As heras entrelaçavam-se nos carvalhos e nos pequenos ciprestes e eu conseguia ouvir o chamamento das velhas árvores, onde se refugiam os esquilos e os bufos.
Senti-me tentada a avançar pelo bosque, para poder percorrer os seus trilhos, que adivinhava cobertos de musgo, mas havia qualquer coisa no canto das águas que não me deixava sequer mover.
Só então é que vi. À praia chegavam pequenos objectos, como destroços de alguma velha nau. Eram velhas fotografias de cores esbatidas, bonecas, roupas, cartas… a imagem e o cheiro de todos os lugares onde passei, das pessoas que conheci! Cravavam-se na areia, cobriam toda a praia, rodeavam-me, lambiam-me os pés. Todo o meu passado estava ali, e eu estava vazia.
Como num acto de desespero, tentei recolher esses fragmentos, protegê-los da rebentação. Como a areia onde se enterravam, eles perdiam-se de novo por entre as minhas mãos, escapavam-se e enterravam-se ainda mais fundo.
.
.
.
.
.
E agora, como avançar para o futuro se o passado se perdeu?

4 comentários:

N0C0ddE disse...

Antes de mais nada, o texto está excelente...

avança para o futuro, guarda o passado , deixa-o pra tras.. mas nao o escondas muito fundo, pois não se sabe quando precisamos dele... não deixes fugir o passado...mas ao mesmo tempo, não deixes escapar o futuro...

beijinhos..

impressaodigital disse...

muito bom este texto, menina!

ponteado de nostalgia, salpicado de sal de lágrimas, de alegria, saudade, tristeza o que for...
o passado traz o presente que nos prepara para o futuro e sabes? guarda essas memórias e não as tentes reviver, tenta apenas ter sensações semelhantes e nunca compares, porque nada consegue o impacto da primeira vez... o passado és tu...o futuro és quem quiseres!

Nelinha disse...

adorei o texto! vi-me nele, encontrei-me nele, achei-me entre as tuas palavras! Adorei mesmo!

Ha tanto tpo que nao leio textos teus....mas vale a pena esperar! tens talento menina nandita ;) bjs de bom domingo!!

BioVet03 disse...

Adorei o teu texto!!! Escreves muito bem.
Temos sempre dificuldade em deixar as coisas do passado como se deixa-las significasse perder um pouco de nós mesmos... No entanto n te prendas muito a ele, aproveita ao maximo o presente e com o tempo virá tudo o q o futuro te reserva. E isso será com certeza mt bom pq Vet, utad e Vr tem mt p t oferecer!
Jinhos
Juli