quarta-feira, dezembro 26, 2007

Não há resoluções de ano novo

Só queria ser menos amarga, sabes? Ter crescido o que cresci sem esta dose de azedume nos olhos... Porque num ano vemos tudo a mudar à nossa volta, e quando reparamos, somos nós que estamos diferentes... é a nós que notam mudanças, cansaço, impaciência.
Não digo que seja mau, claro! Gosto do que aprendi, do que cresci. E se me esforçar, até aprecio o que sofri, sei que fez falta. Pelo menos evitou-me repetir uns quantos erros parvos, se sei bem que me magoei e andei a magoar as outras pessoas. Mas porra, tornei-me tão descrente de tudo... Pareço o Velho do Restelo, abano a cabeça e rejeito a novidade, porque desconfio sempre. Não me arrependo de mais um ano, sabe-me bem o que está para trás e dá-me força para o que ainda me falta. Mas se eu fosse só um pouco menos eu...
É fim de ano, e estou a repetir as lamúrias de outros anos, a minha velha crendice em não crer em nenhuma resolução de ano novo, nenhum raio de promessa de ser melhor, mais magra, mais bem sucedida, mais desejada, mais rápida, menos trapalhona...
Este ano, só quero ser menos azeda, acabou-se... e isto eu prometo!
Um bom ano para vocês.

7 comentários:

Gerente disse...

Viver é ser outro, já dizia esse senhor. Os conceitos que o nosso little brain produz são estáticos por natureza, mas nós não, nem o que nos rodeia. E agora se me dá licença vou dormir =P Beijo

Nandita disse...

Parvo :P

Ghost disse...

"Mas se eu fosse só um pouco menos eu..." Livra-te... Tu, assim como és, és muito mais que quase tudo. Beijo

Silent Raven disse...

Dizem que o que não nos mata, torna-nos mais fortes. Bom ano...

A gente vê-se por aí.

Be safe...
Carla

catarina disse...

nandita

Uma pessoa dizia-me que o mais perigoso em pedir desejos era eles realizarem-se quando jà não se adaptam aos que queremos; sobretudo quando mudamos frequentemente de opinião e gostos:)
No entanto, pedir para ser menos azeda, parece-me adaptavel a qualquer altura da existência!
Hà uns anos atras pedi para me esquecer aos pouquinhos de tudo o que me fez mal... agora ando com um problema de falta de memoria, olho para traz e vejo tudo "branco", imagina que até tenho receio de começar a confundir os meus velhos enimigos com velhos amigos:):) Isto de se pedir coisas, tem que se lhe diga, agora so me resta pedir que a memoria das velhas desgraças volte... aos bocadinhos, para não ser muito violento!

Bjtos

steuf42 disse...

obrigada pela tua mensagem no meu cantinho tão pequeno em portugues (em frances é muito mais facil pra mim)
um feliz ano novo...com muito sucessos no que sabes!
dentro de uns anos, vais ficar contente por ter aprendido tantos ao longo destes anos e de te crescido com eles...

tramadol disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.